Você está em: Página Inicial > Blog > Post
Como calcular 13º salário
Por Vanessa L. Batista
Supervisora de Marketing
Publicado em 20/11/2020 - 11:57

Final de ano chegando e com ele o tão esperado 13º salário

Muitos trabalhadores ficam ansiosos por esse dinheiro, afinal nada como um “salário extra” para fechar o ano bem. Contudo, é preciso ter responsabilidade e sabedoria para usar o tão sonhado bônus e depois não passar apertado no começo do ano.

Se você foi uma pessoa disciplinada financeiramente o ano todo, vai ser fácil gastar o 13º salário sem culpas. Já para maioria dos brasileiros, preferem utilizar o dinheiro para as despesas do começo do ano, IPVA, IPTU, licenciamento, material escolar etc. Também existem os sortudos que podem reservar apenas para os presentes do final de ano.

Em qual deles vocês se encaixam?


Mas afinal, quem tem direito ao 13º salário?

De acordo com a Lei nº 4.090/1962, todos os colaboradores que trabalham com registro na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) têm direito ao 13º salário, que correspondem a 1/12 (um doze avos) de remuneração após 15 dias trabalhados. Adicionais de hora noturna e insalubridade, por exemplo, também acrescem ao valor do 13º salário, podendo ser pago junto com as férias, desde que solicitado pelo antecipadamente pelo trabalhador.

Trabalhadores afastadas por licença maternidade ou acidentes também têm direito ao bônus. Se o colaborador é desligado da empresa sem justa causa, o 13º salário deve ser pago na rescisão do contrato. Demissões por justa causa não têm direto.

 

Qual a data do pagamento?

A primeira parcela do 13º salário pode ser paga entre o dia 1º de fevereiro e o último dia de novembro do mesmo ano. Algumas empresas realizam o primeiro pagamento na metade do ano, deixando apenas a segunda parcela para o mês de dezembro, sendo que a data limite do pagamento é dia 20 de dezembro.

O salário bônus é pago no final do ano dividido em duas parcelas, contendo os descontos de INSS na segunda parcela, FGTS e imposto de renda. É importante ressaltar, que nem sempre o valor será integral. Se a colaborador trabalha a menos de um ano na empresa, o valor será pago proporcional aos meses trabalhados.

 

Como calcular o 13º salário?

Se o colaborador trabalhou os 12 meses, o valor do 13º salário será integral, tendo apenas os descontos do INSS, FGTS na segunda parcela.

Para fazer o cálculo proporcional faça a seguinte a conta: valor do salário dividido pelos meses trabalhados = 13º salário proporcional. 

Agora vamos fazer o cálculo na prática?

Exemplo:

Vicente Heitor, começou a trabalhar na empresa no dia 01/04/2020, com o salário de R$ 3.000,00 sendo assim, até o final de dezembro ele terá trabalhado 9 meses, a conta agora é muito simples:

R$ 3.000 / 12 = R$ 250,00

R$ 250,00 x 9 = R$ 2.250,00

Ou seja, o valor que o Vicente Heitor receberá do seu 13º salário proporcional é de R$ 2.250,00, incidem sobre esse salário INSS, FGTS e Imposto de renda, que só serão cobrados na segunda parcela caso seja feito o pagamento em duas parcelas. Fiquem atentos aos valores de desconto de IR e INSS, pois eles sofrem alteração a cada ano.

 

Importante lembrar que...

O 13º salário pode ser uma grande ajuda para tirar você do vermelho, fiquem atentos e tenha um bom planejamento financeiro, pois a falsa impressão de “receber em dobro” pode lhe fazer gastar em dobro também, e acabar acumulando mais dívidas ao invés de diminuí-las.

 

Fale Conosco
contato@worksistemas.net.br
Fone: (45) 3254-0570
Celular: (45) 9 9969-1211

Siga-nos nas Redes Sociais
Tecnologia e desenvolvimento
WhatsApp Vendas